Pesquisa Científica

Porque para preservar é preciso conhecer e estudar a fundo o meio marinho e todos os fatores que influenciam da vida das tartarugas marinhas.

Diversas pesquisas foram desenvolvidas e outras estão em curso para melhorarmos o nosso conhecimento sobre as tartarugas marinhas de São Tomé. Consulte a nossa biblioteca para conhecer um pouco mais.
Recentemente, com apoio financeiro da BP e o apoio técnico do Projeto TAMAR, 21 transmissores de satélite foram colocados em fêmeas de tartaruga verde (Chelonia mydas) e de tartaruga de escamas (Eretmochelys imbricata) com o intuito de estudar a ecologia espacial das tartarugas marinhas (áreas de utilização entre desovas, corredores migratórios e áreas de alimentação), e de avaliar se as áreas utilizadas pelas tartarugas se correlacionam com as áreas de prospecção sísmica e exploração de petróleo.
Paralelamente em parceria com a Universidade do Algarve iremos nos próximos anos receber alunos de mestrado para que desenvolvam as suas teses em temas previamente seleccionados pelo Programa Tatô. Já na próxima temporada iremos receber uma aluna Santomense que irá estudar as preferências de habitat das tartarugas verdes (Chelonia mydas) na ilha de São Tomé.

principais resultados

12

publicações

21

transmissores colocados

3006

tartarugas anilhadas desde 2012

galeria

1/3