Tartarugas Marinhas da Guiné Bissau

Contribuição para a consolidação da conservação das tartarugas marinhas no Arquipélago dos Bijagós na Guiné-Bissau.

Em parceria com o IBAP, Instituto da Biodiversidade e das Áreas Protegidas Dr. Alfredo Simão da Silva e a Palmeirinha com financiamento da MAVA, Fondation pour la Nature, desde 2018 o Programa Tatô contribui para a consolidação da conservação das tartarugas marinhas no Arquipélago dos Bijagós através da:
- Partilha de experiências durante viagens de intercâmbio para dar a conhecer diferentes projetos, como Programa Tatô em São Tomé, Projeto Tamar no Brasil e outros projectos em Cabo Verde;
- Contribuir para o reforço de capacidades dos atores guineenses em técnicas de conservação das tartarugas marinhas;
- Estratégias de sensibilização e educação ambiental;
- Elaboração de ferramentas de comunicação ambiental para a sensibilização sobre a conservação das tartarugas marinhas.

principais resultados

120

técnicos capacitados

15

comunidades visitadas

700

crianças e adultos sensibilizados

galeria