A equipa tatô

Victor Jiménez Guri

Responsável de Comunicação

Designer gráfico e artista plástico nascido em Barcelona. Em 2012 decidiu participar num programa de voluntariado de conservação de tartarugas marinhas em Cabo Verde. Aqui, os seus projetos e experiência profissional, cruzaram-se com especialistas da conservação marinha. Desde o 2013 que está baseado em São Tomé, e desenvolve trabalhos ligados à conservação das tartarugas marinhas e desenvolvimento comunitário. Atualmente é cofundador e Responsável de Comunicação da Associação Programa Tatô.

Frédéric Airaud

Conselheiro Técnico

Agro-economista especialista em ambiente e pesca com mais de 15 anos de experiência profissional em gestão de projetos de conservação da natureza e gestão sustentável de recursos naturais em África. Com uma experiência profissional bastante alargada, desde a gestão de áreas marinhas protegidas, gestão participativa das pescas, adaptação às mudanças climáticas, gestão integrada da zona costeira, educação ambiental e avaliação de impactos ambientais, além de cofundador da Associação Programa Tatô, tem prestado um apoio fundamental ao crescimento da Associação enquanto conselheiro técnico.

Hipólito Lima

Supervisor Guardas São Tomé

Mais conhecido pelo Pai das Tartarugas Marinhas de São Tomé e Príncipe, está envolvido em programas de conservação de tartarugas marinhas há mais de 20 anos e é um dos fundador da Associação Programa Tatô. Hoje em dia é responsável pela supervisão dos guardas de monitorização das principais praias de desova e zonas de forrageio de tartarugas marinhas na Ilha de São Tomé, no âmbito do Programa Tatô.

Martinho Bobô

Guarda Praia Santana

São Tomé

Conhecido por Amílcar, pescador e residente na comunidade de Messias Alves, há 15 anos que tem sido um dos pontos focais do Programa Tatô na sua comunidade. A sua dedicação e experiência na monitorização das tartarugas marinhas e de mediação de conflitos foi crucial para acabar por completo a matança de tartarugas marinhas na sua comunidade. Hoje em dia, é responsável pela supervisão das equipas de monitorização de Santana e Água Izé e cofundador da Associação Programa Tatô.

Carlos Penhor

Guarda Praia Micoló

São Tomé

Residente na comunidade de Micoló tem sido um dos pontos focais do Programa Tatô na sua comunidade há mais de 15 anos. A sua larga experiência técnica e espírito conservacionista tem sido crucial para a diminuição da captura e comercialização de tartarugas marinhas. Hoje em dia, é um dos responsáveis pela supervisão das equipas de monitorização de Micoló e Fernão Dias e cofundador do Associação Programa Tatô. Para além das tartarugas marinhas tem grande experiência na observação de cetáceos.

Gilberto Mendes

Guarda Praia Santana

São Tomé

Residente na comunidade de Santana, há 10 anos que faz parte do Programa Tatô. Foi militar e hoje é pescador e também possui uma carreira artista como cantor e actor de Tchiloli. Hoje em dia, é responsável pela supervisão das equipas de monitorização de Santana e Água Izé e cofundador da Associação Programa Tatô.

Jorge Carvalho

Diretor Executivo MARAPA

Engenheiro de Pescas e um dos fundadores da MARAPA e da Associação Programa Tatô. Nos últimos 20 anos ele tem estado envolvido na implementação de vários projetos de gestão e pesquisa de recursos pesqueiros em São Tomé e Príncipe. Graças à sua vasta experiência na conservação e pesquisa de tartarugas marinhas, foi o ponto focal nacional do Programa Regional de Conservação de Tartarugas Marinhas (PROTOMAC) e coordenou o Programa Tatô de 2003 a 2010. Hoje, é o Diretor Executivo da MARAPA e Presidente da Assembleia Geral da Associação Programa Tatô.

Elísio Neto

Técnico MARAPA

Biólogo marinho com larga experiência na gestão de recursos pesqueiros e associativismo das comunidades piscatórias de São Tomé e Príncipe. É um dos membros fundadores e secretário executivo da MARAPA. Nos últimos 20 anos tem estado envolvido na implementação de projetos de gestão das pescas no país. Paralelamente, possui bastante experiência no campo da biologia e conservação das tartarugas marinhas, uma vez que foi supervisor da equipa técnica do Programa Tatô de 2003 a 2013. É membro cofundador do Programa Tatô e Presidente do Conselho Fiscal. 

Martinho Rosa

Guarda Praia Micoló

​São Tomé

Conhecido por Jorgino, pescador e residente na comunidade de Micoló tem sido um dos pontos focais do Programa Tatô na sua comunidade há mais de 15 anos. A sua larga experiência técnica e espírito conservacionista tem sido crucial para a diminuição da captura e comercialização de tartarugas marinhas na nossa comunidade, bem como a consciencialização por parte da população. Hoje em dia, é um dos responsáveis pela supervisão das equipas de monitorização de Micoló e Fernão Dias e cofundador do Associação Programa Tatô.

Betânia Ferreira

Diretora

Bióloga Marinha, há mais de 15 anos que está empenhada na conservação das tartarugas marinhas e que vem desenvolvendo e coordenando projetos de pesquisa e conservação em diversos lugares no mundo, como Omã, Brasil, Angola, Cabo-Verde, Guiné-Bissau. Desde 2014 que colabora com o Programa Tatô em São Tomé e Príncipe e atualmente é cofundadora, Presidente da Direção e Diretora da Associação Programa Tatô.

Sara Vieira

Coordenadora Técnica e Científica

Bióloga Marinha, tem mais de 10 anos de experiência na conservação das tartarugas marinhas, como técnica, pesquisadora e educadora ambiental, em projetos de base comunitária em África e na América Central. Desde 2014 que coordena o projeto de conservação de tartarugas marinhas em São Tomé e atualmente é cofundadora, vice-presidente da Direção e coordenadora técnica e científica da Associação Programa Tatô.

Domingas Monteiro

Coordenadora Nacional São Tomé

Jurista santomense, tem estado envolvida em vários projetos de redução de pobreza e inclusão social ao longo dos últimos 10 anos. Foi voluntária do Programa Tatô e logo percebeu que a conservação da biodiversidade poderia ser um grande aliado no combate à pobreza, tornando-se assim membro da equipa. Hoje é cofundadora, membro da Direção e Coordenadora Nacional da Associação Programa Tatô em São Tomé e Príncipe.