PROGRAMA TATÔ

CONSERVAÇÃO DAS TARTARUGAS MARINHAS E GESTÃO SUSTENTÁVEL
DOS ECOSSISTEMAS MARINHOS E COSTEIROS
 

sobre nós

Em 2003, a ONG de São Tomé e Príncipe, MARAPA (Mar, Ambiente e Pesca artesanal), criou o PROGRAMA TATÔ, com o intuito de proteger as tartarugas marinhas. Durante anos, a MARAPA contou com o apoio de diversas organizações nacionais e internacionais. Ao longo destes anos a equipa do Programa Tatô foi crescendo e a equipa de coordenação deste projeto foi tomando forma.

 

Em 2018, tudo mudou, e o Programa Tatô deixou de ser apenas um projeto. A equipa de coordenação com o apoio e incentivo dos seus parceiros técnicos e financeiros decidiu dar mais autonomia e sustentabilidade a este programa e criou uma ONG internacional, a ASSOCIAÇÃO PROGRAMA TATÔ, mantendo assim o nome, já conhecido por todas as comunidades, autoridades nacionais, sociedade civil, assim como internacionalmente.

ONDE ESTAMOS

São tomé

Na ilha de São Tomé, este programa de conservação desenvolve as suas atividades de monitorização em 23 km de praia. 21 praias são monitorizadas a Norte, Este e a Sul da ilha, assim como nas praias do Ilhéu das Rolas. Para além das principais praias de desova, as áreas de alimentação e repouso das tartarugas marinhas ao largo da ilha de São Tomé são também monitorizadas.

Guiné-bissau

O Programa Tatô trabalha também em parceria com o IBAP, Instituto da Biodiversidade e das Áreas Protegidas da Guiné-Bissau, para partilhar as suas experiências e contribuir para o reforço de capacidades de atores guineenses em técnicas de conservação das tartarugas marinhas e estratégias de sensibilização e educação ambiental.

Os nossos objetivos

Melhorar a monitorização, proteção e pesquisa das principais áreas de desova

e de alimentação.

PROTEGER

PROMOVER

A gestão sustentável dos ecossistemas marinhos e costeiros.

Transformar membros das comunidades locais em líderes de conservação das tartarugas marinhas.

Transformar

DESENVOLVER

Desenvolver atividades económicas alternativas para as comunidades costeiras.

Desenvolver a comunicação, educação e sensibilização sobre o valor ecológico, económico e social das tartarugas marinhas e os benefícios da sua conservação.

COMUNICAR

a nossa

estratégia

UMA ABORDAGEM INTEGRADA QUE VISA O ENVOLVIMENTO DAS COMUNIDADES LOCAIS.

Considerando os desafios que a conservação das tartarugas marinhas enfrenta, adotamos uma abordagem integrada essencial para melhorar a proteção e a gestão sustentável dos principais habitats das tartarugas marinhas (praias de nidificação e áreas de alimentação no mar), através do envolvimento dos principais intervenientes nacionais na conservação e de jovens biólogos e conservacionistas em início de carreira nas atividades do Programa Tatô, através do reforço de capacidades, mas também através do desenvolvimento de meios de subsistência alternativos ligados à valorização do não-consumo de tartarugas marinhas e do aumento da conscientização das comunidades costeiras.

PARTICIPE

São várias as formas de se tornar parte deste Projeto e prestar o seu apoio na conservação das tartarugas marinhas e dos ecosistemas marinhos.